Workshop sobre Comunicação Não Violenta (09/04/2015)



A Comunicação Não-Violenta (CNV) como teoria, surgiu na década de 60, pelas mãos do psicólogo norte-americano Marshall B. Rosemberg, que desenvolveu com a sua experiência ao longo de anos, técnicas para transformar os mais variados conflitos humanos em diálogos pacíficos.

Hoje está difundida como um processo prático, um método de comunicação, que nos auxilia a focarmos nossa atenção em nossas necessidades diárias e milenares, e também nas necessidades do outro, tendo como foco a solução de conflitos de forma pacífica, ou simplesmente, relacionamentos melhores com o mundo e consigo mesmo.

O princípio da CNV está em conscientizar que nossas necessidades, desejos, anseios e esperanças, mais genuínos, não serão jamais satisfeitos à custa de outra pessoa. Sua ênfase está na capacidade de expressarmo-nos honestamente sem usar julgamentos moralizadores, como "bom" ou "mau", "certo" ou "errado", fulano “é assim”, eu “sou assado”.

JUSTIFICATIVA

A CNV é uma técnica ou um processo de desenvolvimento humano que capacita pais, professores, alunos, governantes, enfim, qualquer pessoa que estiver comprometida com a implementação de uma cultura de paz, ao desenvolver habilidades voltadas à prevenção e resolução de conflitos.

O maior mérito dos encontros de Comunicação Não-Violenta é a transformação que ela pode operar em cada indivíduo e suas relações com o mundo, a partir do reconhecimento da importância de trocarmos a utilização de julgamentos pelo uso da empatia, compreensão e compaixão, tanto para com os outros quanto para nós mesmos. Sua habilidade pedagógica consiste em jogar luz em nossos sentimentos e necessidades, tocando a todos os seres humanos, sem distinção, e fazer redescobrirmos a nossa própria compaixão, independentemente de qualquer vínculo religioso ou filosofia de vida. Este aprendizado, assim, deixa de ser mental e passa a ser visceral.

OBJETIVOS

Geral: Conectar o ser humano novamente à sua natureza essencial, libertando-o do uso de comparações com modelos externos, artificiais ou ideais, para os quais, na maioria das vezes, ele é deficiente. 

Específicos:

- Abrir um novo canal de reflexão sobre os mais variados conflitos humanos à luz da psicologia.

- Proporcionar o exercício do autoconhecimento.

- Compartilhar experiências através da prática de diálogos pacíficos como forma de resolução de conflitos, mas fundamentalmente através da escuta das nossas necessidades internas, lembrando que as necessidades de um refletem as necessidades de todos.

- Refletir sobre a importância de assumirmos a responsabilidade pelas emoções que sentimos, examinando-as e seguindo-as de volta à sua fonte, o que significa não procurarmos mais a causa dos nossos problemas no mundo externo, mas procurarmos dentro de nós mesmos.

- Conscientizar sobre as emoções bloqueadas para poder transformá-las.

- Fomentar novas perspectivas de relacionamentos interpessoais.

METODOLOGIA

O programa da oficina pode variar conforme cada grupo, mas a priori, segue a seguinte orientação:

1. Introdução e apresentação de cada participante.

2. Aprender a diferenciar observação de interpretações e julgamentos.

3. Aprender a ouvir, escutar sentimentos e emoções sem julgá-los.

4. Identificar necessidades que estão na raiz de nossos sentimentos e descobrir como atendê-los.

5. Aprender a fazer pedidos positivos e práticos, ao invés de exigências e ordens.

6. Exercício de Check in (falar e escutar com empatia).

Facilitador: Tiago Bueno Camargo é gaúcho de Porto Alegre. Desde cedo se interessou pelos temas relativos ao comportamento humano em sociedade, tendo buscado respostas na área da filosofia, educação, psicologia e espiritualidade. É pesquisador sobre inteligência e preparação emocional de jovens e adultos.

Há mais de um ano é responsável pela coordenação da Rede de Comunicação Não-Violenta em Porto Alegre e por este trabalho, vem ministrando cursos, workshops e palestras em todo o território brasileiro sobre este tema.

Entre os locais que já realizou palestras e oficinas estão o Centro Universitário Ritter dos Reis, a Fundasul, a Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, IPA Metodista, Clube do Professor Gaúcho, Centro de Retiros Portal da Paz (MG), Organização Brahma Kumaris, ONG Pachamama (Pelotas), Associação Ecológica Portal do Sol (São Francisco de Paula), Centro de Educação e desenvolvimento Humano ACORDAR, Espaço Rapa Nuy, Clínica Gabriela Tesman (Camaquã), Fórum de Economia Solidária de Santa Maria, Espaço Multicultural Terra Integra, Escola Jetiquibá (Bahia), Casa Flor de Laranjeira (Novo Hamburgo), Casarão do Arvoredo, Centro de Estudos Budistas Bodisatva, Centro de Referência da Pessoa Humana (Sapiranga), Surya Núcleo de Yoga (Caxias), CEFID (São Paulo), Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, II Conferência Internacional de Saúde Quântica (CISQ).

Como escritor, é autor do blog Do Ego ao Coração, onde escreve periodicamente desde 2010. Como comunicador, apresenta semanalmente o programa de rádio “Comunicação Não-Violenta no Ar”, pela rádio Ipanema Comunitária, 87.9 FM.
Datas: 09 de abril de 2015
Horário: 20h às 22h
Facilitador: Tiago Bueno Camargo 


MAIORES INFORMAÇÕES:
(51) 3377-7933  |  contato@espacovitao.com.br