Regressão Terapêutica

A Regressão Terapêutica é uma das principais ferramentas da Psicoterapia Reencarnacionista. É uma oportunidade que os mentores espirituais das pessoas proporcionam, de autoconhecimento e de desligamento de situações traumáticas do passado.
O processo regressivo ocorre naturalmente, oportunizando que a pessoa acesse as encarnações que são eticamente permitidas de serem acessadas, com a finalidade de desligar-se de fatos traumáticos ou de compreender a sua Personalidade Congênita, motivo pelo qual encarnou.
Dentro da Regressão Terapêutica, são relembrados os acontecimentos traumáticos do passado, que permanecem atuantes no inconsciente, gerando fobias, pânico, depressão, sentimentos de abandono, rejeição, solidão, raiva, angústia, etc. O desligamento destas situações ocorre justamente ao se entender a quais situações do passado se estava sintonizado e também devido ao fato da regressão só finalizar quando a pessoa relembrar do seu desencarne e da sua chegada ao mundo espiritual, onde elaborou o que houve na encarnação referida e não tem mais ressonância dos processos que vivenciou, ou seja, está na luz e não sente mais medo, raiva, tristeza...
Com isso, é cortada a sintonia com a situação originária dos sintomas e ocorre o desligamento do trauma e o retorno das pessoas, geralmente são relatos de alívio, melhoras e libertação.
Dentro da técnica da Associação Brasileira de Psicoterapia Reencarnacionista, o terapeuta se coloca como auxiliar dos mentores espirituais, que são quem realmente comandam o processo. O psicoterapeuta apenas incentiva o relaxamento do corpo físico e na expansão de consciência, para que o seu Guia Espiritual possa atuar.